Quem já precisou comprar tintas conhece o drama. Você vai até a loja achando que o mais difícil vai ser decidir a cor e de repente te apresentam mais opções que de café no Starbucks. A Vila Bacana está aqui para te ajudar nesses momentos de indecisão, veja a primeira parte do guia das tintas, Muito além da cor.

Látex, Acrílica, Fosca, Acetinada, Semibrilho ou Brilho?

Látex ou PVA

  •  à base de água
  •   indicada para pintura de paredes internas (áreas com pouca manutenção como tetos)
  •   acabamento fosco
  •   pouca resistência à ação do sol e tem baixa lavabilidade, ou seja, não resiste à limpeza constante.

ACRÍLICA

Fosca

  • recomendada para paredes e tetos.
  •   indicada para pintores inexperientes e para o “faça você mesmo”, exige menos técnica na aplicação e disfarça imperfeições
  •   ajuda a esconder aquela falha ou imperfeição das paredes
  •   a mais indicada para cores escuras

L'Arki arquitetura I design escritorio- fosco

L'Arki arquitetura I design escritorio- fosco02

Acetinada

  • possue  pouco de brilho
  • mais indicada para portas e rodapés
  •  prefira cores claras, pois facilitam o retoque
  • fácil limpeza, resistente à mofo e humidade

L 'Arki arquitetura-Academia-Jundiai-tinta acetinada

Semibrilho

  • pode ser usada tanto nas áreas externas como internas
  • seu brilho e reflexos são intensos, revelando as imperfeições das paredes
  • alta impermeabilidade quando aplicado em ambientes externos
  •  fácil limpeza, resistente à mofo e humidade

Brilho

  • usado em pequenas áreas, como janelas portas
  • não indicada para paredes e tetos
  • não aceita retoques, que sobressaem na cor.
  • alta resistência
  • fácil limpeza

L'Arki arquitetura- residencia area lazer- brilho

 

 

 

 

 

 

Comments

comments

Marília

Marília Bettin - arquiteta especializada em sustentabilidade. Já morou na Itália, Estados Unidos, Canadá e Brasil e nas suas andanças acompanha as melhores tendências de design de interiores, arquitetura e sustentabilidade.

This Post Has 2 Comments

  1. Pingback: Vila Bacana - Muito além da cor- parte II

  2. Pingback: Vila Bacana - Muito além da cor- parte III

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *