Ser sustentável é mais do que ser ecologicamente correto, é também mais econômico. A tecnologia pode te ajudar a economizar, mas a maneira mais fácil e mais barata para ter uma casa sustentável é um bom projeto.

Um projeto bem feito não se preocupa somente com a beleza, ele analisa todas as singularidades do local e as usa a seu favor. Aqui vão algumas dicas para ajudar na hora de fazer, ou discutir com um profissional, o próximo projeto da sua casa.

Olhe para o sol

Descubra onde o sol nasce e se põe e posicione a sua casa para que deixe o sol entrar. Crie aberturas para tirar proveito da luz do sol, assim você reduz a necessidade de luz artificial e economiza bastante dinheiro nas contas de luz.

Posicione os cômodos

A luz do sol é sempre bem-vinda, mas o calor deve ser controlado. Pense na disposição dos cômodos para que eles recebam bastante sol no inverno e fiquem protegidos dos raios solares diretos no verão. Também leve em consideração que o sol da manhã é mais agradável, enquanto o sol da tarde é mais quente.

sol

Trajetória do sol no verão e inverno no hemisfério sul.

Curta a brisa

Normalmente cada local tem um sentido predominante de vento, identifique-o e escolha deixá-lo entrar ou bloqueá-lo de acordo com o clima. Uma boa opção é deixar o vento entrar no verão para refrescar a casa.

Abrace a natureza

Use a natureza em seu favor. As plantas são uma ótima maneira de bloquear o vento e o sol, além do barulho vindo das ruas. Use árvores que perdem suas folhas no inverno e permitem a passagem do sol, porém no verão fazem sombras.

Escolha bem os materiais 

Prefira os materiais duradouros, eles podem ser mais caros na hora da compra, mas com certeza vão se pagar com o tempo. Materiais de qualidade dão menos manutenção e não precisam ser trocados com a mesma frequência, o que economiza dinheiro e tempo.

Seja local

Use plantas nativas. As plantas originais da sua região precisam de menos água e pegam com mais facilidade. Com menos dinheiro e manutenção você consegue ter um jardim sempre bonito.

Procure profissionais para te auxiliar! Esse post foi feito pelas arquitetas da L’Arki arquitetura I design, que fazem esse tipo de trabalho em seus projetos.

Alguns exemplos de estudos que analisam os itens descritos acima, chamado de estudos bioclimáticos:

Vila-bacana--estudos-bioclimáticos

Desenhos: Holcimfoundation, bustler e archidaily.

 

Veja mais posts de Vida Sustentável em 11 materiais sustentáveis que você não pode ficar sem e Wabi Sabi

 

 

 

 

Comments

comments

Marília

Marília Bettin - arquiteta especializada em sustentabilidade. Já morou na Itália, Estados Unidos, Canadá e Brasil e nas suas andanças acompanha as melhores tendências de design de interiores, arquitetura e sustentabilidade.