Para que ainda não conhece, hoje fala-se muito nessa expressão japonesa dentro da decoração e do design de interiores. Vamos entender um pouco sobre esse conceito e ver como ele se aplica dentro de casa.

Essa palavrinha bem diferente não tem tradução em português ou nenhuma outra língua. Seu nome carrega uma filosofia milenar, que significa a valorização do simples, o oposto a ostentação, a rusticidade, a ação do ciclo do tempo. É a beleza do imperfeito e do assimétrico.

A prática desse conceito está ligado a sustentabilidade, assunto que está super em alta hoje em dia. Trazendo para o dia-dia materiais naturais, e respeitando a ação do tempo neles.

Na decoração, vemos ambiente minimalistas e simples, privilegiando o uso de materias naturais, como madeira envelhecida, barro, lã, algodão cru, linho, em vez de materias artificiais como plásticos, vidros, porcelanas… Para as mobílias, temos os produtos feito a mão, encontrados em feiras de usados e antiguidades, e materiais reaproveitados e reciclados. Um ponto muito importante nessa prática é aproveitar a iluminação natural, tanto pela luz do sol como nas velas.  As cores mais usadas para criar um ambiente Wabi Sabi são os tons de branco e terra.

Veja alguns ambientes bem no estilo zen e natural que carregam essa filosofia!

Vila-bacana--wabi-sabi-colagem01 Vila-bacana--wabi-sabi-colagem02

Fontes: wabisabiatelie | eudecoro| umbrinco | desaltoaltoporai| motherearthnews | sommersplayground | hogartotal.imujer | sxc | anavitri.blogspot | somainkinderland |

Comments

comments

Marília

Marília Bettin - arquiteta especializada em sustentabilidade. Já morou na Itália, Estados Unidos, Canadá e Brasil e nas suas andanças acompanha as melhores tendências de design de interiores, arquitetura e sustentabilidade.

This Post Has 3 Comments

  1. Bruna

    Como é que pode um post gerar tantas possibilidades???

  2. Pingback: Vila Bacana - 11 materiais sustentáveis que você não pode ficar sem

  3. Pingback: Vila Bacana - Como um projeto pode te trazer economias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *